açúcar na mesa do brasileiro

Como o açúcar afeta seu cérebro e pode te deixar viciado

O açúcar é um ingrediente vilão na mesa de muitos brasileiros. Seu consumo está relacionado a uma série de problemas de saúde, como o aumento do risco de obesidade, problemas cardíacos e câncer. Mas você sabia que ele pode afetar seu cérebro e até te deixar viciado?

Um estudo recente publicado na edição de novembro de 2019 da Scientific Reports analisou o potencial viciante do açúcar e eles destacam que o consumo excessivo de sacarose, que é o açúcar de mesa, encontrado também em muitos produtos industrializados, provoca um desejo muito semelhante ao vício, o que pode sustentar a epidemia de obesidade.

açúcar e os vicios

COMO O AÇÚCAR AFETA NO CÉREBRO

A realidade é que o consumo de açúcar desencadeia a liberação de opioides naturais e dopamina no cérebro, diminuindo a disponibilidade desses receptores.

A disponibilidade menor de receptores é um sinal de super estimulação. Quando isso acontece, o cérebro regula os receptores para se proteger contra possíveis danos.

A desvantagem desse mecanismo de proteção é que agora você precisa de uma dose mais alta da substância para obter a mesma resposta de prazer, e assim o vício acaba se desenvolvendo.

VEJA TAMBÉM: APRENDA MAIS SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 

Outra pesquisa mostrou que o consumo diário de açúcar prejudica a memória e inibe a neurogênese no hipocampo.

Essa área do cérebro está envolvida nos processos de aprendizado e tomada de decisões, portanto aumentando assim o risco de desenvolver distúrbios de saúde mental.

Por isso, boa parte da população não faz ideia dos danos de ingerir produtos ricos em açúcar e acabam passando por problemas de saúde sem perceber.

Inclusive muitos alimentos para bebês contém grandes quantidades desse ingrediente, o que passa despercebido pelos pais, por conseguinte acabam colocando seu filho nesse caminho de vício em açúcar.

Espero que você tenha gostado dessas informações e comece a ter mais cuidado com o consumo excessivo de açúcar.

FONTES:

https://www.nature.com/articles/s41598-019-53430-9

http://learnmem.cshlp.org/content/22/4/215

http://www.euro.who.int/en/media-centre/sections/press-releases/2019/whoeurope-studies-find-baby-foods-are-high-in-sugar-and-inappropriately-marketed-for-babies

Comentários